Siderley Andrade de Lima

Com o avanço da criminalidade, a cada dia nos tornamos alvos vulneráveis a ação de marginais. Um dos momentos escolhidos pelos criminosos é quando estamos dirigindo nossos automóveis. Sabemos que a incidência de roubos nos congestionamentos e semáforos é grande, o alto índice de violência nos centros urbanos, tem aumentado a procura por proteção contra a marginalidade. Com isso, um dos equipamentos que está em alta é a blindagem de veículos.
Para aqueles que desejam aumentar sua segurança e têm condições financeiras, a blindagem de carros deixou de ser luxo, tornando-se necessidade para altos executivos, empresários, celebridades, além de despertar o interesse de profissionais liberais como médicos, dentistas, engenheiros, advogados, etc.
Muitas pessoas se sentem mais seguras, andando em um automóvel blindado, mas se esquecem de procedimentos e atitudes preventivas no dia-a-dia. Um dos exemplos que sempre cito é o seqüestro do publicitário Washington Olivetto : "Em dezembro de 2001, ele estava em um carro blindado, sem imaginar que seria seqüestrado, por despreparo do motorista em relação a cuidados e medidas preventivas, foi parado por uma falsa blitz da Policia Federal, o carro blindado de nada adiantou, pois ao ser parado, o motorista destravou e abriu a porta do carro, ao invés de se comunicar através do microfone, dispositivo próprio de carro blindado.". Alguns motoristas andam com vidros abertos, com as portas destravadas ou não possuem e não se preocupam em ter atitudes de segurança preventiva. Para estes exemplos e situações a blindagem não adianta nada.
Veja algumas dicas para você que tem ou pretende adquirir um carro blindado:
- Ao blindar seu automóvel, questione a respeito da garantia;
- Verifique o tipo e o nível de blindagem que será utilizado;
- Ao procurar uma empresa de blindagem, siga recomendações de um consultor/especialista em segurança, procure referência de amigos que utilizaram os serviços da empresa, escolha uma que dê maior segurança e garantia e que seja registrada no Exército Brasileiro;
- A melhor opção é blindar automóveis com motor no mínimo 1.8, após o serviço a carro irá ficar mais pesado, exigindo mais do motor;
- Procure ter procedimentos de segurança preventiva;
- Trave sempre as portas de veiculo ao trafegar em trecho urbano. Exceção feita em estrada, pois em caso de acidentes, o socorro será facilitado;
- Verifique o funcionamento do sistema de travas das portas mensalmente;
- Nunca trafegue com os vidros abertos;
- Simule o procedimento de acionamento da sirene em local seguro;
- Atenção ao entrar e sair do veiculo, para que o usuário não seja um alvo vulnerável dos assaltantes;
- Ao abastecer seu automóvel, mantenha a chaves da tampa do tanque de abastecimento separada da chave de ignição. Entregue as chaves ao frentista sem abrir a porta, passe pela janela;
- Faça um curso de direção defensiva e evasiva, ou se tiver motorista particular recomende que o mesmo faça.
Lembre-se : " Um carro blindado é uma ótima medida de segurança, mas não significa 100% de proteção, pois você não está totalmente seguro e não irá ficar 24h dentro dele. "

Siderley Andrade de Lima, é consultor de segurança pessoal, possui o curso de Agente de segurança pessoal de dignitários , curso de criminologia pela UNIFIEO, é membro da ABSEG (Ass. Brasileira dos Profissionais de Segurança) e ex-militar graduado do Exercito
[email protected]
Fonte : ABRABLIN - Associação Brasileira de Blindagem
Manual de Segurança Preventiva 2006 - AJESP-NIS
Revisado por Editor do Webartigos.com