TRÂNSITO E CIDADANIA!                                        Professor Mestre Ciro José Toaldo

          Temos escrito muito a respeito da vida e de suas maravilhas! Entretanto, convivemos com aqueles que não acordaram para este quesito importante. Infelizmente, estas criaturas estão imersas apenas em seu umbigo e acabam trazendo prejuízos, diria até, desgraça para quem deseja viver intensamente.

            As razões que contribuíram para escrever este artigo foi uma tragédia que presenciei no ultimo final de semana: um grave acidente de trânsito, em uma BR movimentadíssima, onde quatro vidas foram ceifadas: um jovem e três pessoas de idade avançada. Em que pese às circunstâncias que levaram a ocorrer a referida barbaridade, caberá aos órgãos competentes a apuração do fato, mas não há como deixar de enfatizar que a imprudência esteve presente nesta tragédia!

            Até quando os motoristas irão depositar a confiança total em seu veículo, em sua ‘farta experiência’ e considerar as condições climáticas não favoráveis ao ato do dirigir? Este excesso de autoconfiança, atrelado, nesta tragédia, as condições climáticas (chovia muito naquele momento) são possíveis causas deste acidente. Não estou responsabilizando ninguém, mas as estatísticas demonstram que a grande causa de mortes no trânsito brasileiro é a conduta inadequada dos motoristas, atrelado ao excesso de velocidade, desrespeito à sinalização, seguido de ingestão de bebida alcoólica.

            Nosso trânsito é uma loucura e, não serão as penalidades intensas que irão diminuir a estatística de milhares de mortes a cada ano nas rodovias. Sem sombra de dúvida, será pela conscientização e tomada de atitude começaremos a minimizar o número de tragédias como estamos abordando.  

            É lamentável sair de casa, pedindo a Deus para fazer uma boa viagem e, na estrada encontrar “loucos”, em veículos pequenos ou de grande porte, fazendo das rodovias “caminhos de morte”.

            Caros leitores e amigos – a civilidade nunca foi tão importante como nos tempos que vivemos; faz-se necessário tomar atitude e entender que veículo é máquina e se conduzida por ‘pessoa egoísta ou que deseja viver de aventura, fará besteira; o pior é que no trânsito sempre são envolvidas criaturas que entram de ‘gaiato’, servindo para aumentar as estatísticas de morte e destruição de famílias.

            Que nossas rodovias não são maravilhosas, isto não é novidade! Que as pedagiadas são mais conservadas, não há dúvidas! Mas, a imprudência, as loucuras e os absurdos que vemos nas rodovias brasileiras, em nada justificam a falta de respeito para com a vida do próximo!

            Deixo meu alerta, pois perdi, em acidentes de trânsito, amigos importantíssimos para minha vida! Quando você estiver dirigindo, seja prudente, não faça loucura, especialmente em condições climáticas não favoráveis, ou em trechos com curvas, tenha cuidado redobrado e diminua a velocidade. Não tenha confiança excessiva na tecnologia de seu automóvel e nem em sua ‘experiência!

            Demonstre que ama sua família com atitudes e, elas devem ser relacionadas no trânsito em cada dia! A loucura que estamos vivendo nas estradas brasileiras deve ser contida, caso contrário, iremos continuar presenciando estratégias tristes, como a que presenciei aonde ao menos duas famílias foram destruídas.

            Pense nisto e até o próximo artigo!

           

 

Revisado por Editor do Webartigos.com