Resumo

O Evento como qualquer acontecimento, constitui-se num tipo de reunião com objetivo específico, seja ele a que finalidade se proponha: institucional, comunitário ou promocional. Tem como principal finalidade atrair a atenção do público, como, também, da imprensa através da divulgação.
 O evento em geral para ter pleno sucesso precisa antes de sua realização passar por um planejamento de Relações Públicas de forma detalhada e organizada, abrangendo todas as etapas de sua programação, desde a sua idealização até a sua conclusão. Segundo Ponte Pierre, citado por Roberto Simões, o evento tem por objetivo o de buscar fortalecer a imagem através de um ato, ou melhor, inserindo-se na categoria da elaboração religiosa solidificando vínculos, realizando fusões que só a crença proporciona.
 O evento é, portanto, toda a atividade onde uma determinada organização interage com os públicos diversos ou públicos específicos, com o objetivo de divulgar, capacitar, educar, promover ou integrar.

Livro relacionado:

2. Conceito de Evento

O dicionarista, filólogo e enciclopedista brasileiro Antonio Houaiss, já falecido, em sua grande e excepcional obra Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, conceituou Evento, como "qualquer acontecimento (festa, espetáculo, comemoração, solenidade etc.) organizado por especialistas, com objetivos institucionais, comunitários ou promocionais" (1). O vocábulo é originário da palavra latina Eventus, que significa acontecimento.
 Porém, o renomado Relações Públicas Cândido Teobaldo de Souza Andrade, em seu livro Como Administrar Reuniões – Dirigir, Organizar, Planejar, Coordenar e Controlar - prefere utilizar o termo Reunião por considerá-lo mais genérico se sobrepondo ao vocábulo Evento, o que é correto do ponto de vista de que todo evento é uma reunião, mas nem toda reunião é um evento.
 Especificamente, contudo, a categoria de reunião que estamos relatando nesse trabalho é a diagonal, sendo a linguagem utilizada a mais formal, compreendendo segundo Cândido Teobaldo cinco tipos: informativa, questionadora, dialética, deliberativa e instrutiva.
 Para ele, tanto as categorias de reunião dialogal quanto coloquial necessita para a condução dos trabalhos a serem executados para atingir situações possíveis e previsíveis de normas que podem ser determinações estatutárias ou regulamentares ou do ponto de vista legal, ou seguindo e acatando antigas praxes estabelecidas anteriormente já reconhecidas. 

3. Tipos de Eventos

Os eventos, ou seja, as reuniões de tipo diagonal informativa se apresentam de várias modalidades, variando de acordo com a forma e os temas a serem abordados. Os mais importantes destacados e divulgados são: o Congresso, o Simpósio, o Seminário e a Conferência, sendo o principal objetivo de todos como ensina Cândido Teobaldo "expor e colher informações, numa fertilização cruzada de conhecimentos e experiências, que criará condições para ampliação de nosso universo intelectual". (2)

3.1 – Congresso

Um dos mais importantes e destacados tipos é o Congresso, assim definido pelo Filólogo Antonio Houaiss (in memorian), idealizador do Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, como o "encontro formal de representantes de diversos Estados para discussão de negócios e/ou outras questões de interesse comum, ou a reunião de especialistas para que deliberem sobre questões de interesse comum ou para que apresentem estudos, novas descobertas, etc." (3)
 O Doutor em Relações Públicas, e professor da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo Cândido Teobaldo de Souza Andrade, define Congresso como "a reunião de pessoas com o objetivo de estudar temas diversos, apresentados para consideração de assistentes, e cujas conclusões são adotadas, no todo ou em parte" (4), que, ainda, segundo o autor deve ter seu planejamento, organização e execução sobre a responsabilidade de um profissional de Relações Públicas, por ser ele um especialista na matéria.  

3.2 – Simpósio

O simpósio, palavra originária do grego, symposium, de acordo com o dicionarista Antonio Houaiss, é a "reunião ou conferência para discussão der algum assunto, especialmente encontro no qual diversos oradores debatem determinado tema perante um auditório." (5)
 Cândido Teobaldo o define como "a reunião de várias pessoas, sob a direção de um moderador, para apresentação de um tema de grande interesse, geralmente científico a uma audiência selecionada". (6) De acordo com Teobaldo, a principal característica do simpósio está no fato de a assistência participar e intervir apenas durante o período em que se dão as perguntas e respostas que se seguem às comunicações. Em outra definição do autor, Simpósio seria a reunião de especialistas do assunto em discussão, objetivando não notadamente o debate, mas, de realizar um intercâmbio de idéias e informações.
 [...]

Revisado por Editor do Webartigos.com