O que posso dizer.

O que existe.

Apenas o nada.

A inexistência.

Somos apenas o fluido do vazio.

Igual ao vento assombrando as estrelas.

Professor: Edjar Dias de Vaconcelos.

Revisado por Editor do Webartigos.com