NÓ CEGO

 

O amor do jeito que eu amo, é uma estação para uma viagem                                                                                     que não sei para onde vou.

O amor do jeito que eu sinto por você é um pandeiro e um                                                                                              cachorro faminto, é um bicho faceiro, o meu peito está                                                                                            amarrado feito nó cego.

O amor do jeito que eu tento descrever, meu desespero e minha                                                                               escuridão é passageira, tanto é o amor por ti.

O amor do jeito que eu vejo, é uma estrela cadente perdida na                                                                              solidão da semente de um céu estrelado.

O amor do jeito que eu vejo, é se perder completamente nos seus braços.

 

 

EWALD KOCH

Revisado por Editor do Webartigos.com