Aqui há uma escolha a ser feita: ou você sente a falta de amor fora da tua alma e fica procurando onde não vai encontrar, ou então você para de se concentrar na ausência e percebe de uma vez por todas que, se está longe do alcance dos teus olhos, é porque só pode estar dentro de ti. Escolha amar-se, pois você só vai encontrar amor na tua alma e no teu coração. Mas esteja certa que independentemente da escolha que você fizer, jamais estará desamparada. A minha escolha já está feita há muito tempo: é amar-te por toda vida, seja lá o que você decidir. Note que há um contraponto sensível que você precisa resolver. Amar-se... Sim, amar-se! Colocar na balança tuas virtudes e tuas falhas, equilibrar tuas escolhas, deixar para trás os pesos desnecessários do que já passou. Não busque fora o que sempre esteve aí, essa luz divina, essa fagulha de consciência e amor incondicional. A intenção é fazer com que você acabe com esses pensamentos negativos, eles não podem perdurar tanto assim. Você é merecedora de muito amor sim, mas deve se amar dentro do seu próprio coração, em cada bocadinho especial em que você está ancorada. Apenas quando você se amar eternamente é que conseguirá amar outras pessoas com a mesma vibração. As pessoas que se perderam de você, que literalmente desapareceram da tua vida, talvez fizeram com que você não se achasse merecedora de nada. Pelo contrário, à força de você não ter mais a presença delas no teu convívio, fez com que você olhasse para dentro e percebesse que o que importava mesmo estava bem aí, num cantinho especial do teu coração...

Revisado por Editor do Webartigos.com