Engraçado, não é mesmo!? Alguns vínculos que construímos na vida, ou que simplesmente são acessíveis durante os dias, alguns vínculos nos dão mais certezas do que dúvidas diante do essencial. E eles podem ser demonstrados de tantas formas, que se nós prestarmos bem atenção conseguiremos dar mais leveza e suavidade aos pesos que vêm se acumulando sobre a roupa da nossa existência. Por vezes, acordamos na correria, um pouco “doloridos da vida”, e não estamos adequados a receber tantas manifestações de apreço e carinho, entretanto, podemos com calma reconhecer os olhares de predileção que nos alcançam. Pode ser em um encontro casual no elevador, pode ser na partilha do café, ou quem sabe na passagem corrida (sempre) pelos corredores que nos tornam comuns e mais próximos, enfim. O amor encontrado na casualidade nos basta e nos renova. São situações cotidianas que possuem muito significado, que carregam uma ternura quando há a oportunidade de sermos vistos e tocados com os olhos, retirando de nós um peso desnecessário da poeira acumulada. Afinal, é um momento de tantas incertezas políticas e econômicas no país, que isso acaba afetando outros pontos profissionais e pessoais da nossa vida, até nos faz esquecer um pouco o quanto temos de bonito ao nosso redor. E cada instante que um olhar desses recai sobre nós, é como se fosse retirada a poeira e o nosso brilho voltasse a se destacar. Um verdadeiro afago e carinho feito na nossa alma. Então, nosso desafio é ter isso como inspiração e diariamente lutar, não deixar as mazelas corriqueiras nos entristecer ou nos afetar. Não perder o sorriso que é marcante em nós. E reconhecer essas pessoas especiais é uma forma de sermos gratos pelos momentos de singeleza que a vida ainda tem a nos oferecer.

Revisado por Editor do Webartigos.com