José da Rocha Ferreira Bastos 

 

O Diário Oficial do Estado de Santa Catarina estampou o seguinte ato:

“Exoneração do Dr. José da Rocha Ferreira Bastos do cargo de Promotor Público da Comarca de Laguna e nomeou-o de acordo com o art. 10, da Lei n. 1.214, de 21.10.1918 para exercerem comissão, o cargo de Delegado da Primeira Região Policial do Estado, criada pela Lei n. 1.174, de 3.10.1917 (Imprensa Oficial do Estado,  n. 47, de 28.11.1918)’;

*José da Rocha Ferreira Bastos era baiano e diplomou-se naquela unidade federativa, casou-se com Maria de Lurdes Caldeira, depois veio para Santa Catarina;

** No dia 01 de julho de 1924 foi nomeado Juiz de Direito pelo Governador do Estado (Antonio Pereira Oliveira), sendo lotado na cidade de São Bento do Sul, onde iniciou sua carreira como magistrado. Na sequência foi declarado juiz avulso porque assumiu o cargo de "Procurador Fiscal da Fazenda Estadual (24.07.1925)". Retornou à Justiça e mais tarde foi nomeado Desembargador, chegando a Presidência do TJ/SC em 5.10.1950, permanecendo até 20.1.1951.Na sua gestão, incentivou a criação da Biblioteca do TRESC, a qual hoje leva o seu nome, em homenagem a essa iniciativa. Terminou sua carreira como "Corregedor-Geral de Justiça";

***Genitor do ex-Deputado (Estadual e Federal) e Secretário de Estado "Fernando José Caldeira Bastos" e pai do médico legista "José Ferreira Caldeira Bastos".

 

Revisado por Editor do Webartigos.com