Tudo deve ser repensado hoje. A forma como nos relacionamos, a maneira como consumimos os produtos, como desfrutamos dos serviços ofertados e como utilizamos as informações que recebemos em tempo real. Esquecer o passado, viver o momento, olhar para o futuro como algo já próximo de  nós. Talvez por isso planejar a longo prazo não esteja tão na moda, porque o futuro já começou. Mas da mesma forma que o mundo mudou e trouxe novos conceitos a todos, não há como ficar preso aos velhos paradigmas. Nas empresas a cultura sustentável toma conta, quase que como uma cartilha a ser seguida. Na sociedade o “jogar fora” foi substituído pelo ”recicle e reaproveite”. Nos relacionamentos, o que um e outro fizeram do seu passado não serve de base para manter a segurança no agora. O instante-já não permite manter fantasmas presos aos pés de cada um. Por isso que desapegar é a melhor forma de alcançar o equilíbrio e assim poder desfrutar neste mundo da melhor maneira possível, dentro da possibilidade de cada um. Desapegar não é “deixar pra lá”, é bem diferente do que não dar importância. Desapegue-se daquilo que não te deixa ir pra frente. Desapegue-se de tudo e de todos que se alegram pela tua dor e solidão. Desapegar-se é dar um basta na hipocrisia, é deixar sair e ir embora os campos de negatividade e mau agouro que insistem em circular sob a tua vida, tomando muito espaço nos teus pensamentos, não permitindo com que você possa evoluir na vida. Vai, desapega hoje de toda incapacidade de realização, de todo “eu te amo” engasgado, de todo “acabou” preso nos ouvidos da tua alma... Desapega dos toques frios e repugnantes no teu corpo, desapega dos olhares de intenções obscuras sobre você, da hipocrisia e malícia destes que querem apenas “sugar” o melhor que você tem a oferecer. Vai, por favor, desapega... Faz este favor a você mesma e siga de forma prospectiva, daqui em diante, com a consciência limpa e tranquila de que fez o que devia ter feito. Afinal, sempre é tempo de realizar as ações do bem a você mesma...

Revisado por Editor do Webartigos.com