Por Maria Severiana de Albuquerque

Título original: Lorenzo's Oil. Lançamento: 1992 (EUA). Direção: George Miller. Atores: Susan Sarandon, Nick Nolte, Peter Ustinov, Kathleen Wilhoite. Duração: 135 min. Gênero: Drama. Distribuição: Universal.

 

Esse trabalho tem como propósito de pesquisa, analisar os paradigmas de Thomas Kuhn (1922-1996) é o programa de pesquisa de Imre Lakatos (1922-1974). A fim de analisar certo momento passado pela ciência, ou seja, sua transição de paradigma, através da observação do filme assistido em aula titulado Óleo de Lorenzo. Iniciamos a discussão descrevendo um breve histórico do drama: A história com base real retrata a vida de um casal que descobriram que seu filho Lorenzo de oito anos de idade, tem uma doença rara e degenerativa diagnosticada como adrenoleucodistrofia (ADL), que provoca uma incurável degeneração do cérebro, a qual leva o doente à morte em pouco tempo. Após a descoberta dessa doença em Lorenzo, seus pais acabam vivenciando a frustração da falta de medicamentos para a doença e o fracasso dos médicos, mas após muitos estudos, pesquisas e testes os pais de Lorenzo descobriram um óleo, que não curava efetivamente a doença, mas estagnava a mesma. Com o uso desse óleo, Lorenzo não voltou ao seu estado normal, apenas paralisou a doença e através de diversos tratamentos conseguiu melhoras significativas. 

            Partindo para a análise do drama em uma perspectiva de uma visão científica voltado para os paradigmas de Lakatos e Kuhn é perceptível ao longo do drama visualizar alguns momentos vivenciados pelo campo científicos. A história tem como contrapartida a cena do diagnostico, na qual é demonstrado quando o medico chama os pais do menino para dar o diagnóstico da doença (onde temos uma descrição da transição da ciência entre o senso comum para o saber cientifico). O senso comum é evidente quando os pais de Lorenzo buscar conhecer outros pais que tem filhos nas mesmas condições, a fim encontrar e compartilhar experiências, os pais de Lorenzo se inteiraram da doença do filho, a qual desde então era “pouco conhecida e pesquisada” havendo apenas casos isolados. De acordo com a própria abordagem do filme a doença adrenoleucodistrofia apesar de ser pouco pesquisada já possuía um diagnostico fechado como uma doença degenerativa incurável. Constatamos que a ciências desse período estava presa a ciência normal, pois segundo as analises das concepções de Kuhn, as pesquisas efetuadas pelos os pais de Lorenzo estavam muito atreladas às pesquisas e concepções definidas da doença por pesquisadores sem questionarem fatos reais da doença apenas especulações e hipótese por pesquisadores. Na descrição das diversas cenas em que os pais de Lorenzo passam a “estudar” as teorias de estudiosos, são exemplos claros da busca para entender os paradigmas no campo científico, Segundo Kuhn, o paradigma é o meio de buscar entender a ciência, e era justamente essa intenção de compreender, entender a ciência para pode ajudar na sobrevivência do filho. A cena do filme em que os pais buscam incansavelmente por uma resposta mostra claramente transição científica de uma ciência normal para uma revolução de paradigma. Segundo Kuhn, “O exercício da ciência normal tem um papel regulador no desenvolvimento da pesquisa científica; ao mesmo tempo é inerente à sua natureza assegurar que a novidade apareça, provocando desequilíbrios”. Pois existia insatisfação dos pais de Lorenzo com as teorias existentes sobre a doença de seu filho, Para Kuhn isso vai provocar a evolução de paradigma. O paradigma descrevia uma teoria previa dos estudos. (o pai de Lorenzo sempre fazia especulação de levantamento de hipótese para chagar a uma resposta), com relação ao contexto de justificação no decorrer do filme é retratado nas repostas encontradas pelos pais que estudavam uma teoria levantada por eles com a prática dessa resposta obtida no seu filho voltado para a dieta equilibrada de Lorenzo. Segundo o pensador Kuhn, podemos afirmar que a ciência que se fundamenta com normal, possui um caráter rígido e, sobretudo estável, que tem a finalidade de impor aos pesquisadores determinada direção e também limites conferidos pelo paradigma vigente. Com respeito à anomalia e a concepção de inquietudes, no trecho do filme que passa a descrever essa situação vivenciada pela ciência são as cenas em que os pais de Lorenzo buscam incansavelmente por respostas.

            O filme também trás trechos que exibe o cotidiano acadêmico e experimental: diante de um fato novo, neste caso a doença; a busca de uma resposta, ou seja, a cura; e como ainda não existem respostas, as pesquisas se tornam isoladas; a construção de hipóteses para obter respostas através de simpósio; a posterior socialização do conhecimento e a publicidade e o uso social da pesquisa. Passa a retratar a crise do saber cientifico, ou seja, o filme em alguma passagem vai mostrar que o próprio ensino das ciências esta descentralizados, necessitava de alguma fundamentação nova, de novas respostas e novo questionamento a cerca de estudos sobre essa rara doença. Lembrando que essa crise cientifica não esta relacionada diretamente aos conceitos das ciências, dos saberes científicos, mas nas constituições humanas voltadas para a existência, no caso do garoto a busca para minimizar seu sofrimento que se agravava com os avanços da doença, que ia apontando a fragilidade e impotência da própria ciência diante da doença.

            Ainda na discussão de Kuhn, com respeito à Revolução científica podemos tomar como exemplos cenas em que os pais de Lorenzo fazem levantamento de hipóteses, cenas claras são do exemplo da pia, e da cena quando o pai de Lorenzo passa a levantar questionamento das cadeias químicas usando como exemplos grampos para formar cadeias. É a partir desse momento que o filme vai mostrar que o conhecimento de questionamento da própria ciência vai se tornando mais estruturado é pratico. Com relação à mudança de paradigma é uma denominação dada por Kuhn para expressar essa mudança ou avanços concedidos através da teoria existente que passa a derivar outra teoria, no filme cenas que complementa essa concepção de Kuhn são os trechos onde os pais de Lorenzo estudam teoria é fazem levantamento de nova teoria.

            Na discussão voltada para os programas de pesquisa de Lakatos, é importante deixa claro que, Lakatos considera os programas de pesquisa para entender as mudanças radicais dentro do campo científicos, com base na descrição do filme podemos apontar algum trecho que representa conceitos desses programas. O programa de pesquisa que apresenta como progressivo é descrito nas cenas em que os pais de Lorenzo ao fazerem inúmeras pesquisas fazem levantamento de novas hipóteses que geraram uma nova teoria sobre o desenvolvimento da doença de Lorenzo. Partindo dessa descrição do programa progressivo para degenerativo, é percebido em alguma parte do filme quando acontece levantamento de hipótese com base nos estudos realizados pelos os pais do garoto, que no começo eles apenas apontavam situações que explicavam como funcionavam as cadeias químicas, porém não faziam experimentação para contestação de fatos.

         O drama nos mostra em uma visão geral da própria ciência como uma ciência baseada em fatos, onde podemos constata isso no filme são os trechos em que tanto os médicos quando os pesquisadores fazem levantamentos de hipóteses sobre o caso de Lorenzo. O filme deixa uma mensagem relevante em consideração do saber científico tanto na relação cultural, social e uma visão cientifica, pois vai coloca uma pesquisa não formal, ou seja, sendo esta pesquisa caracteres ou não cientifico, mesmo assim é uma pesquisa voltada para interesse na área da ciência. Pois as pesquisas efetuadas pelos os pais de Lorenzo não teve uma finalidade voltada para o campo cientifico, mais sim em entender a ciência pela ciência foi toda uma pesquisa de levantamento, questionamento de hipóteses que revolucionou a própria ciência.

 

 

 

Revisado por Editor do Webartigos.com