Isaida foi uma menina bem-parecida da escola. Frequentava o segundo ciclo da escola secundária Emília Dausse Changara, a sua beleza era de origem natural, não era preciso por mecha, encaracolar cabelos, pintar unhas e lábios, ela já tinha uma topografia cativante por natureza que no conto não se pode contar e, nem apenas descrever. Por ser amiga dos seus cadernos fez com que ela brilhasse em todas disciplinas e, as suas notas partiam de 16-20 valores.

A sua beleza atraia todos os alunos inclusive professores. Num certo dia, o professor de Francês apaixonou-se na miúda: a primeira tentativa do professor foi de enviar uma mensagem pedindo uma resposta urgente. A resposta da Isaida foi: aceitaria se tivesse feito o meu nível médio, por enquanto quero estudar. 

O professor marcou um encontro com ela na sala no 10, no quarto tempo e, ela disse que estava ocupada. Por acidente encontra-se na avenida Emília Dausse, frente a frente. O professor foi duro nela pedindo-lhe namoro. A Isaida sacudiu a cabeça positivamente negativa dizendo que so aceitaria se tivesse feito o seu nível médio.

Chegado fim do ano, o professor absolveu a sua media final de 16 para 8 e, ela excluiu na disciplina de Francês. Pondo o caso na secção pedagógica, não deu certo porque o processo foi tardio. -Como pode-se avaliar o comportamento deste professor?

Autor: Rabim Saize Chiria

Revisado por Editor do Webartigos.com